Aplicativo “Tubby” que avaliaria mulheres não existe, se tratava de uma campanha contra o machismo

By on dezembro 6, 2013

Sim meus caros, estamos diante da mais épica trollada do ano.

Após o sucesso do aplicativo Lulu, que avalia os homens, um novo aplicativo desenvolvido por brasileiros, o Tubby, havia sido anunciado em larga escala, e gerado repercussão dentro e fora da internet. O app que continha o slogan “é a sua vez de saber se ela é boa de cama”, sofreu inúmeras retaliações, foi criticado por feministas e não feministas, e inúmeras vezes foi rotulado como uma ação oportunista.

E de fato, toda a campanha em torno do aplicativo era oportunista, mas um “oportunista” diferente. O aplicativo não existe, e toda uma campanha foi criada por Rafael Fidellis e Guilherme Salles, e contou com a ajuda e divulgação de Maurício Cid, do blog Não Salvo. Todos eles tentavam enfatizar o quão ridículo é o sexismo. Em um vídeo disponível essa manhã no site oficial do Tubby, os “desenvolvedores” falam um pouco mais do aplicativo.

Ao menos que você entenda muito bem coreano, nem deve ter notado que as legendas embutidas no vídeo são falsas. Se você clicar para ativar as legendas do próprio Youtube, verá que o pronunciamento do “investidor coreano”, é na verdade um “tapa na cara” da sociedade, dado por Pyong Lee, do CuboX, um canal já conhecido no Youtube.

No vídeo, o coreano diz “Sério, caras, vocês caíram nessas bobagens? 2014 Está chegando e ainda tem gente querendo regredir para a sexta série, querendo dar notas para o sexo oposto? (…) Você já ouviu falar de respeito, intimidade e privacidade? (…) Que tal deixar de ser babaca, imaturo e sem noção, heim? (…) Não seja um imbecil. Trate as pessoas com respeito”.

Além de criticar a ação dos homens, o vídeo também criticou a mídia, que publicou diversas notícias sobre o lançamento do aplicativo, sem nunca ter verificado se quer a fonte das informações (vale lembrar que o Operários nunca publicou uma notícia a respeito do aplicativo, justamente porque achamos muito estranho um app ser criado em uma semana).

De qualquer forma, a campanha não deixa de ter sido bem sucedida, e com certeza surpreendeu a todos na internet, além de enviar uma bela mensagem para os internautas.

[Editado em 06/12/2013 às 13:00]

O Maurício Cid, do blog Não Salvo, publicou em sua conta oficial no Instagram uma foto, alegando que nunca, nenhuma linha de código sequer foi programada no aplicativo. É galera, ter trollado a justiça, que havia proibido um aplicativo que nunca existiu, com certeza entrará para a lista de “Epic Wins” dele.

epic

-

E você, o que achou da notícia? Acha melhor assim, ou gostaria que o aplicativo tivesse sido lançado? Qual a sua opinião acerca disso? Comente, queremos bater um papo com você nos comentários ;)

Até a próxima pessoal!

Fonte: Quem me contou foi a @juzao lá no Facebook dela.

About Vinicius Gambeta

Vinicius tem 19 anos, adora filmes, zumbis, seriados, lasanha e Nescau. Por incrível que pareça tem uma namorada. Seu hobby é bloggar e lutar muay thai com seu irmão de 8 anos.